O que é Picking e como o processo pode contribuir positivamente para a sua empresa

Por MXLOG

Picking é o processo de separação e preparação dos pedidos feitos pelo cliente. Um processo indispensável na logística, pois faz parte de uma cadeia de processos até que o pedido chegue de forma satisfatória para o cliente.

Estima-se que o picking corresponde a cerca de 60% dos custos das operações que ocorrem em um depósito devido ao tempo e espaço que ocupa.

Independente do tipo de negócio ou setor que a empresa pertence, o processo de picking é muito comum e necessário.

Vantagens do Picking

Um processo de picking eficiente pode ser um grande diferencial competitivo da empresa, afinal, quanto antes for feita a separação e preparação dos pedidos e coleta pela transportadora, mais rápida é a entrega dos produtos.

Entregas rápidas são um diferencial porque impactam diretamente na decisão de compra e fidelização do cliente.

Como funciona o Picking

As etapas de funcionamento da escolha, coleta e separação dos produtos em geral, seguem a ordem de recebimento do pedido, seleção do pedido, embalagem, envio e entrega do pedido ao seu destinatário.

Recebimento do pedido

O cliente faz a compra através de um dos canais de venda da empresa. Através de um software de pedidos, a compra vai para o departamento de despachos, armazém ou depósito de distribuição, que por sua vez gera uma guia de remessa para continuidade do processo.

Seleção do pedido

Ao ser notificado da compra através da guia de remessa, chega o momento de selecionar os pedidos, aqui inicia o processo de picking, que tem 4 metodologias bastante comuns, nas quais vamos falar mais a respeito .

Embalagem

Essa é a terceira e penúltima etapa, com o pedido separado, é hora de embalar o produto para a próxima e última etapa.

Envio do pedido

O pedido pronto fica disponível para ser coletado pela transportadora própria ou terceirizada e, assim, ser finalmente entregue ao cliente.

Essas são as etapas básicas iniciais de funcionamento do processo de picking, mas existem pelo menos 4 métodos de separação de produtos utilizados pelas empresas de acordo com o seu porte, demandas e necessidades.

4 tipos de modalidades de Picking

O picking, ou seja, a separação dos pedidos pode acontecer de quatro formas: por onda, por lote, discreto ou por zona. São estratégias que variam de acordo com o número de colaboradores que a empresa dispõe para o setor logístico ou com o tamanho e quantidade de pedidos que essa empresa recebe.

São elas:

1. Picking por onda ou Wave Picking

Essa costuma ser a modalidade mais eficaz. Os pedidos são agrupados em função de prioridades de entrega ou de acordo com a rota de distribuição. A partir daí cada onda, ou seja, cada grupamento é atribuído a um colaborador. Essa modalidade, porém, pode ser combinada com a separação por zona e por lote.

Em resumo, no picking por onda cada colaborador fica responsável por um tipo de produto, o que pode acarretar mais de um operador por pedido, o que faz com que haja sincronia entre os setores.

2.  Picking por lote

Aqui todos os produtos são separados de uma só vez. Assim há menos movimentação e deslocamentos de pessoal e máquinas dentro do depósito.

Costuma ser usado por empresas de pequeno porte, que possuem uma estrutura pequena. O tempo nesta modalidade pode ser otimizado, mas em contrapartida também favorece erros, já que o processo de separação de todos os itens de uma vez requer mais atenção e planejamento dos colaboradores.

3. Picking discreto

Talvez seja a modalidade mais detalhada. No picking discreto as abordagens são individuais e minuciosas. Requer acompanhamento do funcionário em cada etapa do processo, sendo um material por vez.

Isso reduz falhas, mas pode aumentar o tempo devido ao monitoramento único. Por isso, embora as entregas costumam ser eficientes, sem imprevistos, o tempo pode aumentar consideravelmente o preparo. Se a empresa tiver muitas demandas e pouco pessoal, essa pode não ser a melhor modalidade.

4. Picking por zona

Nessa modalidade é possível designar grupos de colaboradores para que fiquem responsáveis por determinado produto, de acordo com o setor. Então aqui, vários operadores trabalham de uma vez, em conjunto, ainda que em setores distintos.

O lado bom disso é que a empresa forma especialistas em várias áreas, já que o funcionário adquire expertise na sua função. Com isso há um ganho na produtividade e maior possibilidade de escalação. O lado não tão bom pode ocorrer caso haja a necessidade de deslocar esse funcionário para outro setor do qual ele não conhece bem, o que pode prejudicar o funcionário e sua produtividade.

Como vimos, todas as modalidades têm suas vantagens e desafios de acordo com o porte da empresa. Para todas as modalidades de picking, você pode contar com a MXLOG como a sua transportadora oficial.

Você já conhecia esses processos de picking? Com qual deles sua empresa já trabalha ou qual você pensa em adotar? Conte-nos sua experiência.

FALE COM UM DE NOSSOS CONSULTORES

Converse com um de nossos consultores e conheça os serviços que disponibilizamos para você e sua empresa.

FALAR COM UM DE NOSSOS CONSULTORES