O papel da logística no cenário pós-pandemia

Por MXLOG

Não há como negar o impacto da pandemia mundial no setor logístico.

Lojas fechadas, países isolados e o medo crescente de contaminação, transformaram relações pessoais e de consumo para sempre.

Ou seja, mesmo com a imunização em massa, algumas mudanças vieram para ficar. Entre elas, estão o aumento das compras on-line, o uso da tecnologia de ponta, a otimização de processos e a colaboração entre empresas e fornecedores.

Neste cenário, você consegue imaginar qual é o papel da logística no pós-pandemia?

Acompanhe neste artigo alguns dos principais desafios e oportunidades do setor para os próximos anos.

Boa leitura!

Principais desafios

Os desafios do setor logístico começaram ainda no início da pandemia de COVID-19.

Enquanto todas as orientações estavam voltadas para o isolamento social e a segurança da população, as empresas de logística continuaram em operação.

Como parar por completo um setor responsável por manter a produção e distribuição de produtos em todo o mundo?

Foram necessárias adaptações, mudanças bruscas de trajeto, investimentos não planejados e negociação para o cumprimento de contratos. Tudo isso, somado à necessidade de garantir a segurança de seus colaboradores e o atendimento satisfatório dos clientes.

Logo, no pós-pandemia, o cenário não será diferente. Confira a seguir, os principais desafios a serem enfrentados pelo setor.

Agilidade nas mudanças

O e-commerce acaba de bater um novo recorde no Brasil, ao atingir 53 bilhões no primeiro semestre de 2021.

Se antes da pandemia, algumas empresas demoravam meses ou até mesmo anos para tomar decisões ou estabelecer mudanças, agora a diretriz é outra.

A pandemia pegou todos de surpresa e sobreviveu quem se adaptou mais rápido. Por isso, essa tendência deve continuar.

Cada vez mais será necessário estar atento às novas tecnologias, formas de otimizar os processos e encontrar alternativas de como ser mais ágil, sem perder qualidade.

Investimento em tecnologia

Quem ainda era resistente ao uso de tecnologias, home office, compras pela internet, uso de aplicativos ou sistemas, definitivamente perdeu espaço.

Isso porque, seja você a favor ou contra, o uso de novas tecnologias é uma realidade e todas as empresas devem aderir.

Nesse sentido, o desafio é buscar alternativas seguras, viáveis financeiramente e que garantam gestões cada vez mais otimizadas e inteligentes.

Satisfação dos clientes

O Procon de São Paulo registrou, em 2020, um aumento de 285% no número de reclamações relacionadas às compras on-line. Entre os principais motivos estão o atraso ou a não entrega de mercadorias.

Uma vez que o comércio eletrônico deve continuar crescendo, como atender a uma demanda tão alta, com a mesma eficiência, mas sem perder a qualidade?

Aí está mais um desafio do setor, que deverá buscar alternativas para aprimorar seus processos em um cenário em que o comércio opera com 100% de sua capacidade.

Higienização nos transportes

O que já acontecia por iniciativa das próprias empresas, passou a ser obrigatório e com protocolos a serem cumpridos.

Embora seja mais rígido no transporte de pessoas, às condições de higiene e limpeza nos modais requer outro tipo de atenção no cenário de pandemia.

Isso porque, além de garantir a segurança dos clientes, as empresas precisam se preocupar com a saúde de seus colaboradores.

Principais oportunidades

Por um lado, desafiador, por outro, um mar aberto de oportunidades.

É na crise que muitas pessoas e empresas se reinventam, abraçam novas causas, tornam-se mais colaborativas, avaliam suas reais necessidades e mudam suas trajetórias.

Como você verá a seguir, para o setor logístico, o cenário pode ser promissor.

Otimização de processos

Mais agilidade, menos falhas. Isso significa cada vez mais processos integrados, sistemas interligados, dados em tempo real e tomada de decisões rápidas e estratégicas.

Isso tudo já era uma realidade para algumas empresas ainda antes da pandemia. A diferença é que agora, passa a ser uma realidade para todas as empresas do setor logístico.

Lembra que falamos sobre a importância do tempo no início deste artigo? Pois bem, processos otimizados levam ao ganho de tempo e a mudanças mais rápidas para se adequar a novos cenários, caso necessário.

Uso da tecnologia de ponta

A tecnologia já é uma forte aliada da logística há algum tempo.

No entanto, em um cenário de pandemia foi possível observar o quanto muitas empresas ainda estavam despreparadas com seus controles manuais, falta de indicadores e de visibilidade da cadeia de suprimentos como um todo.

Logo, a necessidade de mudança rápida para se adaptar ao novo fez com que o investimento em novas tecnologias acontecesse de forma mais eficiente.

Isso porque, o uso de tecnologia de ponta figura entre uma das tendências logísticas indispensáveis para o setor.

Alguns exemplos são a logística omnichannel, o rastreamento de cargas e a implantação de sistemas como WMS, TMS, plataformas One-Stop-Shop, entre outros.

Terceirização

Embora já utilizada há algum tempo, a terceirização integra as expectativas do mercado para 2021.

Com o propósito de otimizar processos e reduzir custos, a terceirização dos serviços logísticos surge como uma alternativa para empresas que precisam manter seus negócios de forma segura e eficiente, em tempos de crise ou fora dela.

Uma vez que logística não é a área principal de muitas empresas, a maioria não possui estrutura adequada ou conhecimento na área.

Logo, a terceirização de serviços pode ser o caminho mais viável.

Logística compartilhada

Com certeza você já conhece alguns exemplos de economia colaborativa. Por exemplo, Uber, iFood e Airbnb.

Com o intuito de aumentar a competitividade e reduzir custos, algumas empresas logísticas passam a atuar de forma compartilhada.

Ou seja, é possível compartilhar centros de distribuição para armazenagem de produtos, e mesmo veículos para otimização de rotas.

É em tempos de crise que as empresas se reinventam e buscam colaborar de forma mais ativa umas com as outras.

Sustentabilidade

Ao mesmo tempo uma grande oportunidade e um desafio enorme.

Por um lado, a necessidade de reduzir o impacto ambiental provocado pelo uso de combustíveis fósseis. Por outro, a necessidade dos clientes em receber suas mercadorias em 24 horas.

De um lado, a urgência em melhorar a logística reversa. Do outro, a falta de investimento em infraestrutura.

A logística verde ainda é um tanto incipiente no Brasil, mas é algo para se pensar e colocar em pauta.

Uma geração mais atenta às questões ambientais está vindo aí. Aproveite a oportunidade para buscar novas estratégias para sua empresa desde já.

Quer saber mais sobre logística? Continue com a gente. No blog da MXLOG você encontra muitos artigos interessantes sobre a área, além de dicas e sugestões que podem ajudar sua empresa.

FALE COM UM DE NOSSOS CONSULTORES

Converse com um de nossos consultores e conheça os serviços que disponibilizamos para você e sua empresa.

FALAR COM UM DE NOSSOS CONSULTORES