Operação logística de e-commerce: como estruturar em 10 passos

Por MXLOG

como estruturar a operação logística de um e-commerce

A operação logística de e-commerce possui grande importância no desempenho das vendas online.

Não há como negar que esse processo tem extrema relevância para o funcionamento do e-commerce, afinal, a operação logística está diretamente relacionada à cadeia de processos que organizam os produtos desde o estoque até o envio dele para o cliente final.

Desta forma, o correto controle de estoque, cálculo de frete, planejamento de vendas e até mesmo o empacotamento dos produtos são pontos fundamentais para assegurar uma boa experiência de compra ao cliente e, consequentemente, colaborar para o crescimento da marca.

Por isso, se você colocar o seu e-commerce em um lugar de destaque no mercado, além de oferecer uma melhor experiência de compra ao seu cliente e promover maior otimização nos processos da sua loja.

Saiba que, certamente, você precisará investir em recursos para estruturar a operação logística do e-commerce.

Pensando nisso, criamos este post com 10 passos para você estruturar da melhor forma a operação logística de e-commerce. Confira!

1. Tenha um planejamento de vendas

O planejamento de vendas é o primeiro passo para você conseguir estruturar a operação logística de e-commerce. Afinal, para aumentar os níveis de conversão é essencial que os itens estejam acessíveis à venda.

Isso porque é frustrante para qualquer cliente entrar em um site para adquirir o produto e se deparar com a mensagem de que está indisponível.

Por isso, você pode perder muitas vendas se não tiver um estoque regulado. E é por esse motivo que o planejamento de vendas é tão importante, isto é, a reposição dos produtos deve ser programada de acordo com a previsão de vendas.

Analise como estão as vendas do e-commerce e faça estimativas com base nos últimos resultados para planejar melhor a produção, assim como o controle de estoque.

2. Faça o controle de estoque

Esse aspecto está diretamente relacionado ao item anterior. Por isso, o objetivo de controlar o estoque é evitar principalmente o acúmulo ou a falta de produtos, além de ajudar a organizar melhor o espaço físico do estoque e as finanças.

Essa organização é extremamente importante para estruturar a operação logística do e-commerce, porque quando isso não acontece, duas situações que impactam na margem de lucro podem acontecer:

  • Um produto com alta procura ficar indisponível, ocasionando, assim, perda de vendas;
  • Ter no estoque muitos produtos com baixa procura.

3. Defina uma política de estoque

Além de manter o controle de estoque, é importante definir quais níveis de estoque serão mantidos. Nessa política são definidos os critérios a serem seguidos no controle de estoque e, também, o lead time – tempo entre a realização do pedido e a entrega do produto real no estoque.

Ademais, na política de estoque são definidos também os critérios adotados para a liquidação de estoques promocionais ou obsoletos.

4. Realize inventários frequentes

Para ter maior controle de estoque é preciso medi-lo. Afinal, o que não é medido não pode ser controlado. Por isso, é extremamente importante realizar inventários frequentes.

Esse não deve ser encarado somente como uma obrigação contábil, mas sim um meio de ter maior controle sobre as operações de vendas e estoque. Além da inegável perda financeira, vender determinado item e não o ter no estoque é um risco fatal para a loja.

5. Estruture o fluxo logístico

Depois disso, é preciso estruturar todo o caminho que o produto vai fazer até chegar às mãos do cliente final.

Fazer isso permite pensar em cada detalhe do fluxo logístico e elaborar a melhor estratégia para enviar o produto, além de ter mais controle e ficar atento nas possíveis falhas que podem acontecer durante esse processo.

Por isso, pense exatamente em como irá acontecer cada etapa. É importante nesse momento avaliar os custos e os fornecedores, como as transportadoras, por exemplo.

6. Use a tecnologia para ajudar

É essencial contar ainda com parceiros e plataformas de e-commerces que ofereçam soluções integradas.

Dessa forma, é possível automatizar diversas tarefas do e-commerce e deixar o negócio mais produtivo.

Por isso, conseguir gerenciar melhor os pedidos, as entregas, além da movimentação deles pela interface de uma plataforma pode ser uma ótima alternativa para ganhar tempo, otimizar os processos e ainda aperfeiçoar o monitoramento dos pedidos da loja.

7. Organize as informações

Outro ponto essencial para estruturar a operação logística de e-commerce é organizar e disponibilizar as informações de forma clara para o cliente.

Pense nisso, porque depois de realizar um pedido em uma loja online é extremamente incômodo para o cliente não saber o que vai acontecer com o pedido, como não receber nenhum tipo de comunicado da empresa informando sobre a compra.

Dessa forma, planeje todas as mensagens que você precisa enviar ao cliente ao longo do processo.

Pense nos momentos certos para enviar mensagens como “seu pedido foi recebido com sucesso”, “seu pedido está em separação” ou “seu pedido está a caminho”.

8. Estruture um bom pós-venda

Além disso, vale ressaltar que um pedido não termina depois que ele chega ao consumidor final, ok?

Se você deseja fidelizar realmente o cliente e ter uma loja conceituada e recomendada, é preciso projetar as etapas do pós-venda. É depois da venda que o seu valor realmente é provado para ele.

Por isso, estude o melhor momento para entrar em contato com o cliente, peça uma avaliação sobre a experiência de compra que ele teve com a sua empresa e possíveis sugestões.

Além disso, não deixe de contatá-lo novamente quando tiver uma promoção, um desconto ou produtos novos similares ao que ele comprou. Essas são boas alternativas para esse cliente fechar negócio com você de novo.

9. Não se esqueça da logística reversa

Você também não pode se esquecer da logística reversa. Ela está ligada diretamente à troca ou devolução de produtos adquiridos pela internet.

É importante saber que a legislação confere ao consumidor o direito de retornar um produto ao vendedor dentro de um prazo.

Por isso, é necessário pensar em como a logística reversa será feita no seu e-commerce. Até mesmo porque o Código de Defesa do Consumidor (CDC) prevê que os e-commerces estejam prontos para atender esse tipo de demanda e ainda cobrir tais custos.

10. Conte com um transporte rápido e eficiente

Por fim, mas não menos importante, estruturar a operação logística de e-commerce consiste também em contar com um transporte rápido e eficiente.

É de conhecimento de todos que os Correios enfrentam grandes demandas e demora nos prazos de entrega. Por isso, se você quiser entregar os seus produtos dentro do prazo e com toda a segurança, é melhor optar por uma transportadora como a MXLOG.

Oferecemos um serviço rápido, simples, de qualidade e customizável, que se adapta a necessidade de qualquer cliente, colaborando ainda mais para a eficiência da operação logística de e-commerce. Conheça mais sobre nossos serviços

logotipo mxlog logistica
FALE COM UM DE NOSSOS ESPECIALISTAS.

Converse com um de nossos consultores e veja como é possível reduzir custos na operação logística da sua empresa.

FALAR COM UM ESPECIALISTA