Entregas durante a pandemia: confira os números e entenda o cenário no setor

Por MXLOG

A pandemia do novo coronavírus criou uma situação atípica na vida das pessoas de todo o planeta. Durante este período, com as pessoas evitando sair de casa, lojas e restaurantes fechados, as compras online e as entregas de comida cresceram exponencialmente. Por isso, os serviços de entrega tornaram-se importantes como nunca antes na história. Porém, outros setores logísticos não tiveram números assim tão animadores. 

Neste artigo, explicaremos os principais números do setor e como, apesar da crise mundial, partes do setor tiveram crescimento durante o período. Confira e tenha uma boa leitura!

As mudanças no setor de delivery no primeiro semestre de 2020

As principais projeções para o setor de delivery de alimentos, em 2019,  indicavam um aumento de 13% para todo o ano de 2020, o que os primeiros meses de 2020 estavam mostrando como uma realidade, pois o crescimento foi de cerca de 1% ao mês, considerando que os primeiros meses do ano tem uma procura menor deste tipo de serviço.

Porém, com a chegada da pandemia e o início da quarentena, os números cresceram substancialmente, por exemplo, nas plataformas de delivery houve um salto de 155% no número de usuários e o crescimento de pedidos alcançou o impressionante número de 975% de aumento! Tudo isso impulsionado pelo receio de sair de casa e pela responsabilidade de não infectar mais pessoas com o novo vírus. O brasileiro alterou suas formas de consumo e passou a confiar mais em compras pela internet, em todas as faixas etárias.

Uma pesquisa realizada pela consultoria Galunion e pelo instituto Qualibest mostrou que 78% dos consumidores consideram a pandemia como muito preocupante e que 90% deles evita comer fora para evitar a contaminação.

Números do e-commerce

O setor farmacêutico também foi impulsionado por esse difícil período, pois o crescimento foi o equivalente ao esperado para 5 anos de atividades. Neste ramo, as vendas de e-commerce cresceram em 85,36%, no acumulado de janeiro a abril.  Uma mudança gigantesca, pois antes da pandemia apenas 20% do setor oferecia compras online.

Em abril de 2020, o setor do e-commerce como um todo viu um aumento de 40%, em relação ao mesmo período em 2019. Tudo isso impulsionado por compras nos setores de calçados, ferramentas e utensílios, móveis e eletrodomésticos, assim como roupas e acessórios.

Nem só de crescimento viveu a logística

Em 2020 os consumidores buscaram muito mais produtos em e-commerces, mas a maioria foram entregues dentro da cidade e utilizaram aplicativos ou serviços de delivery vindos dos centros de distribuição.

Por esta razão, o transporte de cargas não teve as mesmas boas notícias dos outros serviços citados.

O setor que teve um faturamento próximo a 370 milhões de reais em 2019, com 4 milhões de empregos nas empresas associadas à Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística, sofreu principalmente com a ruptura das cadeias logísticas globais. Aliado a isso, uma pesquisa do Sebrae com 400 empresas do setor revelou que 79% delas não adotou nenhuma estratégia de enfrentamento à crise e apenas 21% adotou planos de adaptação, incluindo a transformação digital.

Uma das notícias que abalou todos os setores foi a derrubada da projeção do PIB pelo Banco Central de 2,2% para zero.

A importação e exportação de cargas também caiu drasticamente, o fluxo de navios partindo e chegando caíram consideravelmente. Algo que prejudicou a logística dos insumos, causando crise nos pólos produtores de todo o país, assim como a redução na exportação e também no abastecimento dos comércios.

Segundo o IBGE com dados de setembro de 2020, a indústria sofreu com a queda de 12,3%. Este número foi impulsionado principalmente pela paralisação quase total da indústria automobilística e cortes na produção de artigos considerados supérfluos. Já o setor de construção teve uma queda de 5,7% e o setor agrícola teve um leve aumento de 0,4% durante o período citado.

Vendas B2B

Em uma pesquisa realizada pelo E-commerce Brasil, as vendas B2B tiveram uma queda de 47%, entre fevereiro e março de 2020, quando comparado ao mesmo período no ano anterior.

Projeções para o futuro

A pandemia é uma condição totalmente atípica no mundo. Nem mesmo as guerras mundiais pararam de tal forma as indústrias e reduziram os valores de mercado de forma tão abrupta. Porém, as diversas notícias de planos de vacinação são uma esperança para todo o mundo, inclusive para o setor de logística. Em breve teremos fronteiras reabertas, retomada da logística global, transporte de cargas aéreas e, consequentemente, a retomada da economia como um todo.

Confira este artigo sobre as principais tendências para o futuro da logística!

Conte com a MXLOG

Durante este tempo em que ainda estamos mantendo o isolamento social, a MXLOG oferece diversos serviços para facilitar os processos da sua empresa.  Podemos entregar seus produtos e documentos, realizar a sua mudança corporativa, também armazenamos os seus materiais de escritório, como móveis e equipamentos em nosso galpão de armazenamento criado para este fim. Conte com os nossos serviços e garanta muito mais comodidade para o dia a dia da sua empresa.

logotipo mxlog logistica
ELEVE SUAS ENTREGAS AO PRÓXIMO NÍVEL

Conte com a MXLOG para realizar as suas entregas e garanta o melhor atendimento!

FALAR COM UM ESPECIALISTA