Como preparar sua operação logística para vender mais no fim de ano?

Por MXLOG

As temporadas de alta demanda exigem esforços da empresa toda, principalmente da operação logística.

Indiscutivelmente, os dois últimos meses do ano são os melhores para ir às compras. A junção de férias, Black Friday, 13º terceiro, Natal e Ano Novo podem representar um aumento médio de 30% das vendas do varejo. E, para não fazer feio, os produtos mais vendidos devem estar disponíveis nos armazéns e nas prateleiras para o pico das compras.

No fim do ano a demanda cresce tanto que pode limitar a capacidade de entregas, tornar o frete mais caro e dar uma dor de cabeça à logística. Mas, por se tratar de um fenômeno já bastante conhecido há décadas, as empresas devem se antecipar à loucura da corrida às compras nessa época.

Através de uma estratégia de planejamento, é possível passar ileso às preocupações de quem não se preparou com a cadeia de suprimentos. Quer saber como deixar sua operação logística funcionando adequadamente durante esses picos? Acompanhe o artigo.

Planejar a previsão

Ao entrar em uma temporada de alta demanda, é preciso ter claro a previsão do que pode acontecer. Isso se dá através de um planejamento prévio que abarque os dados dos anos anteriores. Ao cruzar os dados antigos com as tendências atuais, a empresa obterá uma previsão de vendas, o quanto isso custará, o quanto lucrará e qual será o tamanho aproximado dessa demanda.

A movimentação de mercadoria deve ser concentrada nas tendências atuais para evitar produção, estoque exagerado e remessa de itens não essenciais ou que estão fora do desejo do consumidor.

Priorizar mercadorias

Além de evitar remessas não essenciais, alguns produtos específicos devem ser vistos como prioridade. É o caso de mercadorias que precisam ser entregues em determinado momento. Compras feitas entre uma e duas semanas antes do Natal, por exemplo, geralmente são presentes que devem chegar antes do dia 24 de dezembro.

Antecipar-se ao fim de ano tem dessas coisas. Por isso, se quiser manter a experiência do cliente lá em cima, saiba escolher as prioridades e se comunicar de forma eficaz com o setor logístico.

Dividir as remessas

Dividir as remessas significa enviar tudo o que puder, sempre que puder. É o que pode garantir o despache de produtos e estoque e evitar falhas e atrasos. Se todas as mercadorias saem de uma vez e acontece algo com o contêiner ou durante o transporte, as chances de perca de alguns produtos é grande. Mas se há a divisão da remessa, uma parte chegará ao seu destino e a outra poderá ser enviada de outra forma.

Pode parecer complicado dividir a remessa, mas é uma forma de garantir o estoque e a entrega em segurança.

Proteger frota e motoristas

Ter motoristas e transporte à disposição pode ser um desafio para muitas empresas durante as vendas de fim de ano. A falta de frota e motoristas afeta a capacidade de entrega.

As opções são: ou sua empresa detém o controle dessas questões antes do período de alta demanda e assegura motoristas e frota ou terceiriza a operação e evita a volatilidade do setor.  

Contratar os serviços de uma transportadora

Ter uma transportadora parceira confiável, dentre todas as dicas para crescer e manter as entregas funcionando no fim de ano é essencial para garantir a rentabilidade da operação.

Algumas empresas pensam que diversificar transportadoras é o mesmo que diversificar fornecedores. Essas empresas imaginam que a competitividade de fretes, transportes e tempo de serviço pode favorecer seu negócio quando na verdade, ter uma parceria fixa é muito melhor.

Quando a transportadora já conhece seus negócios, a competitividade é dela com ela mesma, ela busca ser melhor para sua empresa porque quer manter essa relação a longo prazo.

Porém, é bastante claro que o momento certo para contratar os serviços de uma transportadora para as vendas de fim de ano é antes da alta temporada.

Ter um orçamento realista

Recapitulando, um bom plano de negócios visando a eficiência da operação logística de fim de ano requer: planejamento, priorização de mercadorias, divisão de remessas, proteção da frota, dos motoristas e da capacidade de entrega, contratação de uma transportadora e, para fechar, ter um orçamento realista.

Tenha um orçamento definido baseado nos anos anteriores. Reexamine os custos de frete, saiba explorar com inteligência as taxas atuais e considere as rotas com menor demanda. Isso poderá ajudar a manter o orçamento no lugar.

As vendas da alta temporada de fim de ano devem ser um dos momentos mais importantes para os negócios e, portanto, vir com boas notícias. Não transforme a alta demanda em um pesadelo, programe-se saiba aproveitar a lucratividade do momento.

Gostaria de conversar sobre o seu projeto personalizado?

Fale agora mesmo com um de nossos consultores. Conheça os serviços que disponibilizamos para você e sua empresa.

FALE COM UM CONSULTOR